Notícias


  • Laços de amor: as novas famílias brasileiras Por: House Netbil - Data: 11/05/2017
    Laços de amor: as novas famílias brasileiras - Maio

    Você sabia que aquela foto de casamento, que ficava exposta na sala da casa, não é mais o retrato da família brasileira?

    De acordo com o último censo demográfico, 50,1% dos lares brasileiros estão organizados de forma diferente do modelo pai/mãe e filhos. São famílias em que vivem a mãe e os filhos, ou o pai e os filhos, ou a mãe, o padrasto e os filhos, ou a avó e os netos, enfim...

    O conceito de família mudou porque mudaram as práticas sociais. Como não é mais o casamento que define família, mas, sim, o compromisso do laço afetivo durador e de cuidados com crianças e idosos, o respeito e a responsabilidade entre as pessoas que vivem juntas. Alguns aspectos jurídicos e crenças sociais também mudaram. Hoje, família é o lar que possui laços de amor!

    Não existe mais o cabeça da casa, a quem a mulher devia obediência (inferioridade feminina). O casamento não é compromisso eterno (indissolubilidade do casamento), podendo acontecer as separações. A sociedade e a lei reconhecem os direitos de casais e dos filhos decorrentes do convívio sem casamento judicial (união estável). O compromisso de sustentar a casa não é mais só do homem (ambos são provedores), tendo a mãe ou os avós compromisso de sustento. Não é só da mulher a responsabilidade do desenvolvimento afetivo da criança (alienação parental). Quando a avó é quem educa e cuida, a mãe não pode mais afirmar “que avó pode deseducar”.

    Responsabilidade, cuidados e laços afetivos são palavras importantes no círculo familiar.

    Você quer saber quais são os tipos de família que existem hoje?

     

    • Parentais: ambos os pais e o/os filho/os.

    • Monoparentais: um dos pais, um dos avós e o/os filho/os

    • Homoafetivas: dois pais ou duas mães

    • Pluriparental: um parente colateral e as crianças – tios, primos - ou quando as crianças são adotadas, têm dois pais ou duas mães (inseminação)

    • Não parentes: pessoas que moram juntas e constituem família porque se organizam de acordo com a premissa do conceito de família.

     

     

    Trecho retirado do livro Família Educadora – Guia da educação familiar, escrito por Isabel Parolin e Sandra Bozza.  Adquira o seu mandando um e-mail para comercial@netbil.com.br



    Compartilhe:
     
       
    Envie seu Comentário
    Nome:
    Fone:
    E-mail:
    Comentário:
    Digite o código:*
     



  • < Voltar